Aconteceu na manhã de sábado, 01 de abril, no Centro de Treinamento Diocesano (CTD), em Picos, a I reunião do Conselho Diocesano de Pastoral de 2017. Estavam presentes o bispo diocesano, Dom Plínio José Luz da Silva, os padres, representantes das casas das irmãs religiosas, das pastorais Diocesanas, da pastoral da Juventude, movimentos e serviços eclesiais.

O Conselho começou às 08h com um momento de oração, seguido através da exposição de quatro temas principais: Avaliação sobre a criação, implantação e atuação dos Conselhos de Pastorais, Econômico-administrativos Paroquiais e dos conselhos de Pastoral Comunitários; Projeto da 14ª Romaria da Terra e da Água; 12ª Caminhada da Solidariedade e da Paz e, por fim, a apresentação de um projeto de orientação diocesana para as equipes de Pastoral Vocacional.

A temática sobre os conselhos foi abordada por Dom Plínio com base no Documento 100 da CNBB, Comunidade de Comunidades: uma nova paróquia. Conforme o bispo, “os Conselhos são uma experiência que acompanham a igreja desde a sua criação”, daí a necessidade de se implantá-lo em cada Paróquia, Áreas Pastorais e comunidades, melhorando a participação das pessoas nos trabalhos pastorais e na administração dos bens temporais da Igreja. Após a fala do bispo, o Pe. Sebastião Francisco dos Santos, chanceler da Cúria e pároco da Paróquia São Francisco de Assis no bairro Junco, fez uma apresentação geral informando quais das paróquias e áreas pastorais já foram implantados os conselhos e das que irão apresentá-los oficialmente nos próximos meses.

Com relação a Romaria da Terra e da Água, houve uma reflexão sobre a possibilidade do Regional Nordeste IV, Piauí, realiza-la na Diocese de Picos. Caso a Diocese seja a escolhida, a cidade de Paulistana-PI, já se prontificou em sediá-la no mês de julho de 2018.

Sobre a Caminhada da Solidariedade e da Paz (CSP), Pe. Sebastião apresentou o cartaz com o tema: Cuidar da Criação e Promover a Paz; data de lançamento, em 07 de maio, as 09h na Catedral de Picos, e realização da Caminhada, dia 01 de julho, tendo início as 17h na Avenida Severo Eulálio (Posto Novo), bem como a definição do gesto concreto da caminhada: reformar e ampliar uma casa no Centro de Treinamento Diocesano (CTD) para ser uma casa de acolhida para os moradores em situação de rua.

No final do Encontro, Pe. Edivaldo Santos, promotor vocacional da Diocese de Picos, apresentou algumas orientações para a criação das Equipes de Animação Vocacional nas Paróquias e Áreas Pastorais no intuito de promover a animação vocacional em toda a Diocese de Picos.

O I Conselho Diocesano encerrou-se às 12:30h com um momento de oração.

Jornalista Cleuma Silva/ dp15.com/ Cultura FM